sábado, 18 de junho de 2011

Jornalistas fazem manifesto pela obrigatoriedade do diploma de jornalismo

Por Editor do Site:

O Info News iria abordar esse tema da obrigatoriedade do diploma de jornalismo, em questão de nos veiculos de comunicação, nao citando todos algumas pessoas nao tem o diploma de jornalismo.

Pesquisando pelo Google me deparo com o artigo da jornalista gaucha Regina Lemos, sobre o manifesto de jornalistas pela obrigatoriedade do diploma de jornalista.

Veja o artigo da Jornalista Regina Lemos sobre a Obrigatoriedade do Diploma de Jornalista:

Fonte e Creditos: Regina Lemos Reporter

Mobilização dos jornalistas pela obrigatoriedade do diploma

Jornalistas e estudantes de comunicação de vários estados do país, participaram nesta quinta-feira, dia 15 em Brasilia, de mais uma mobilização pela obrigatoriedade do diploma . A campanha nacional em defesa da regulamentação profissional começou em 2009 quando foi decretado o fim da obrigatoriedade da formação específica.

O Presidente do Sindicato dos Jornalistas do RS, José Nunes , em campanha pelo país, declarou:
-"Manifestações como esta são importantes, não para uma reserva de mercado, mas lutamos pela educação no Brasil. Ao contrário do que dizem os ministros do STF , entendemos que para exercer a profissão de jornalista, tem sim que cursar os bancos escolares".

Amanhã, dia 17, haverá uma manifestação na Esquina Democrática, em Porto Alegre . O Sindicato convoca todos os profissionais e estudantes e a sociedade em geral e pede que todos vistam roupas pretas, em repúdio à decisão descabida e inconsequente dos oito ministros do Supremo que disseram não à educação. Alegaram ainda, que para ser jornalista basta estar vivo, ideia que não é compartilhada pelos profissionais .

Apesar do mau tempo, jornalistas e manifestantes compareceram à Esquina Democrática, centro de Porto Alegre, como forma de expressar a insatisfação da categoria , que se posiciona contra contra a extinção do diploma de jornalista.

O encontro desta sexta-feira,dia 17 de junho não é o primeiro e não será o último. A luta continua!

Concordo plenamente com vocês,pois apesar de encontrarmos pessoas com esta aptidão(jornalistica) nata, acredito que o conhecimento, o esclarecimento, e tantas outras vantagens , que o curso de jornalismo proporciona ao profissional, não só ajudam a melhorar nossas informações, como valorizam e dão maior credibilidade ao assunto que se busca num jornalismo sério.

Depoimento de Isis Reis em 17 de junho de 2011- publicado na página de Regina Lemos, no Face Book

"Tb sou a favor do diploma prá não virar bagunça."
Jornalista Lúcia Leme-Rio de Janeiro

Desde de 2009 foi decretado o fim da obrigatoriedade da formação especifica de jornalista, e nos meios de comunicação são empregados todos os tipos possiveis de profissionais de engenheiros a ex-jogadores, empresários, ex-vereadores.

Tem emissoras sem citar nomes, que dao emprego para ex-jogadores serem comentáristas que se querem tem o diploma de jornalismo, é ex-jogador só por conhecer as 4 linhas tem que ser comentárista esportivo sem o diploma de jornalismo.

Recordo do Luciano do Valle que disse num programa que apresentava ao lado de Octavio Muniz (Hj na RedeTV!) na Band do Recife uma declaração muito louvavel, e ele dizia o seguinte "Para comentar do meu lado tem que ter Diploma" "Nao adianta ir na onda dos outros eles querem audiencia" Luciano dizia dos profissionais que nao tem diploma de jornalismo mais tem outras formações ou o ex-jogadores comentáristas.

Concordo com o artigo da jornalista Regina Lemos, tá na hora de uma reciclagem nos meios de comunicação,. e tambem na hora das empresas de comunicação darem a obrigatoriedade do diploma de jornalista aos profissionais quem for jornalista otimo tá dentro agora quem nao for jornalista ,nao terá chance alguma.

Mais infelizmente alguns veiculos de comunicação dao chances para quem nao é jornalista formado e alguns que compram horario em radio, e fazem o rádio um circo de horrores sem citar nomes para nao sermos equivocados..

Sou a favor de sim da oportunidade a estudantes de comunicação, que tao na faculdade fazerem estágio em empresas de comunicação, sou contra sim da emprego nas empresas de comunicação para ex-jogador comentar, engenheiro, empresário ao menos que sejam formados em jornalismo ai sim sou a favor disso.

O rádio hoje no caso do Rio vira bagunça porque da espaço para pessoas desqualificadas que arrendam horarios e falam o que bem entendem, pessoas que nem radialistas são, e nem jornalistas.

O Info News esta tambem na luta pela Obrigatoriedade do Diploma de Jornalista, que as empresas de comunicação contratem pessoas formadas em jornalismo, ou oferecendo estágio a estudantes de comunicação para poderem esses estudantes crescerem dentro das empresas de comunicação e quem sabe serem grandes profissionais no futuro


Nenhum comentário:

Postar um comentário