quarta-feira, 6 de abril de 2011

Mais Um Crime de Homofobia no Brasil: Jovem de 16 anos é morta em crime homofóbico em Goiás, diz delegado

Por Editor do Site: Até quando vamos tem que ficar vendo na TV ouvindo no rádio, crimes homofobicos desses, ninguem parece que viu o CQC nao viu o que o Marcelo Tas falou sobre preconceito e racismo. Mais um crime aconteceu:

Fonte G1





Jovem estava desaparecida desde março e corpo foi achado nesta terça.





Segundo a polícia, vítima namorava filha de agricultor suspeito pela morte.



Glauco Araújo



Do G1, em São Paulo




O corpo da adolescente Adriele Camacho de Almeida, 16 anos, foi encontrado por policiais


militares e civis em uma fazenda em Itarumã (GO), na tarde desta terça-feira (5). Ela estava


desaparecida desde 13 de março, quando foi vista pela última vez com o ex-namorado, um rapaz


de 17 anos, suspeito do crime. O pai dele, um agricultor de 36 anos, está preso por também ser


suspeito do homicídio.



Segundo o delegado Samer Agi, responsável pelo inquérito policial, a menina foi morta com um


golpe de faca no pescoço e no peito. "A vítima teve um breve relacionamento com um menino de


17, que foi internado em uma cela específica para adolescente infrator. Acontece que a vítima se


apaixonou pela irmã do suspeito, de 16 anos, com quem passou a namorar. O relacionamento


homossexual durou cerca de um ano, contrariando a família do rapaz. Trata-se de um crime


homofóbico."



Agi disse ainda que o agricultor, pai da menina que namorava com a vítima, foi preso


preventivamente em 25 de março. "Temos convicção de que ele é o maior responsável pela


morte da vítima. O filho dele, ex- namorado da vítima, está dizendo que foi o responsável pelo


crime para livrar o pai da prisão. Há relatos de testemunhas sobre a família não aprovar o namoro


das duas meninas."



O delegado informou que, em depoimento, a namorada da vítima disse que o pai dela já teria


feito ameaças de morte para a joverm morta. "Quando foi ouvida por nós, ela nos disse que o pai


seria capaz de matar a menina e que já tinha feito essas ameaças anteriormente."



Segundo a Polícia Militar, um primeiro mandado de busca e apreensão foi cumprido para tentar


localizar o corpo da vítima em 19 de março, sem sucesso. Uma nova operação foi montada nesta


terça-feira para tentar encontrar o corpo da adolescente e a motocicleta usada para levar a vítima


até a fazenda.


Uma equipe do Corpo de Bombeiros da região está fazendo buscas em um rio na região para


tentar encontrar a motocicleta.



Agi afirmou que o agricultor está preso na Delegacia de Itarumã e o filho internado em uma cela


específica para adolescente infrator em Aparecida do Rio Doce (GO). A vítima morava na cidade


de Cassilândia (MS) e teria sido atraída para a cidade, no dia do crime, pelo ex-namorado. "O


inquérito é de homicídio qualificado por motivo torpe e pelo fato de a vítima não ter tido


possibilidade de defesa", disse o delegado.




Ainda de acordo com a Polícia Militar, o corpo da vítima foi encontrado enterrado, de cabeça para


baixo, em um brejo. "Em depoimento, o ex-namorado da vítima disse que teve a ajuda do irmão,


de 13 anos, para arrastar, cavar um buraco e jogar o corpo da adolescente no local. A motocicleta


teria sido jogada no rio pelo irmão mais novo, sempre de acordo com o depoimento do rapaz",


disse Agi.


Nenhum comentário:

Postar um comentário